TARJA_MOBILE_BETIMFUTEBOL600X100
TARJA-Esporte
 
FUTEBOL AMADOR

Final do Campeonato Classista é suspensa por falta de efetivo da Polícia Militar

Disputa entre Tangará, de Mário Campos, e Conquistano, de Itaguara, seria neste domingo (7), em Betim; corporação comunicou que todos os esforços estarão concentrados no clássico, no Mineirão

Por Redação

Publicado em 05 de abril de 2024 | 18:21

 
 
Jogo aconteceria no estádio Capelão, do Clube Industrial, no bairro Salomé Jogo aconteceria no estádio Capelão, do Clube Industrial, no bairro Salomé Foto: Liga de Desportos de Betim/Divulgação
normal

A final do Campeonato Classista 2024, que seria disputada neste domingo (7), no Estádio do Capelão, em Betim, foi suspensa, na tarde desta sexta (5), após a Polícia Militar informar que não dispõe de efetivo suficiente para fazer a segurança dos frequentadores, visto que, nesse mesmo dia, todos os esforços da corporação estarão voltados para o jogo entre Cruzeiro e Atlético. O clássico vai acontecer às 15h30, no Mineirão, em Belo Horizonte.  

O comunicado da PM consta em ofício enviado pelo 33º Batalhão ao Ministério Público nesta sexta (5), a apenas dois dias do confronto final do Classista, um dos torneios de futebol amador mais tradicionais do Estado. No documento, a corporação afirma ainda que não teve tempo hábil para solicitar aporte de efetivo e que recomendou à organização do torneio que realize o campeonato em outro local.

A reportagem conversou com o comandante do 33º Batalhão, o tenente-coronel José Sérgio Felício, que confirmou ter sugerido à Comissão de Monitoramento da Violência em Eventos Esportivos e Culturais (Comoveec) que não fosse realizada a partida neste domingo. “Não houve tempo hábil para solicitarmos um aporte após o pedido feito pelos organizadores do torneio. E, neste domingo (7), teremos a final do Campeonato Mineiro, e todos os nossos esforços vão estar voltados para esse clássico”, disse. “Além disso, em uma primeira análise do local, consideramos que algumas situações do estádio precisam ser revistas e de um cuidado maior”, acresentou. 

O comunicado foi recebido com surpresa pelo presidente da Liga de Desportos, Beto Santana, organizadora do torneio. Ele afirmou ao O Tempo Betim que o estádio recebe serviços de manutenção frequentes e bem por isso vem sediando finais de campeonatos importantes da cidade e também do próprio Classista.

“Tivemos segurança na decisão de realizar essa final lá justamente porque sempre fazemos jogos no local. O Industrial, dono do campo, mantém parceria com o município, que realiza serviços de limpeza, capina e algumas reformas no local. Inclusive, o próprio Clube Industrial realizou obras de melhoria lá recentemente”, detalhou.

Santana disse que ainda não há previsão de uma nova data para a realização da final. “A notícia nos pegou de surpresa e, imediatamente, comunicamos às equipes, que são de fora e, certamente, estão chateadas também porque se organizaram e se planejaram para estarem aqui no domingo. Agora, vamos nos reunir com os dirigentes nesta semana e decidir uma nova data”.  O confronto seria entre Tangará, de Mário Campos, e Conquistano, de Itaguara.