\r\n\r\n

Em nota, a Copasa respondeu que \"na manhã deste domingo (9), foram fechadas todas as descargas de água da barragem, visando minimizar o volume para o rio Betim\". \"A Companhia esclarece que o vertimento é um processo natural, previsto na operação da represa, visando garantir a segurança da estrutura, sem riscos de rompimento. A barragem foi construída para liberar a vazão excedente de água durante o período chuvoso. A Copasa ressalta que os níveis de água da represa têm sido monitorados, diariamente, pela equipe da empresa, com compartilhamento de informações com a Defesa Civil e gestores do município\", diz a nota.

\r\n\r\n

Saiba a diferença 
\r\nCriada em 26 de junho de 2006, por meio da Lei Estadual 16.197, a Área de Proteção Ambiental de Vargem das Flores (APA) é uma unidade de conservação de uso sustentável de 12.263 hectares, localizada nos municípios de Betim e Contagem, e constituída pela bacia hidrográfica Vargem das Flores.

\r\n\r\n

Apesar do nome oficial, em Betim, a região passou a ser denominada pela população betinense como Várzea das Flores, o que, inclusive, inspirou a nomenclatura de dois bairros em Betim: Alto das Flores e Vila das Flores.

\r\n

","@context":"https://schema.org","headline":"Regiões de Betim podem se tornar locais mais afetados pelas chuvas ","alternativeHeadline":"Regiões de Betim podem se tornar locais mais afetados pelas chuvas ","description":"Volume de água excedente que desce de represa da Copasa está elevando nível do rio Betim e de córregos da cidade, causando inundações ","articleSection":"ultimas","datePublished":"2022-01-09T14:55:16-0300","dateModified":null,"isAccessibleForFree":true,"author":{"@type":"Person","name":"Anônimo - O Tempo Betim"}} Regiões de Betim podem se tornar locais mais afetados pelas chuvas | O Tempo Betim | O TEMPO Betim
 
Alerta

Regiões de Betim podem se tornar locais mais afetados pelas chuvas

Volume de água excedente que desce de represa da Copasa está elevando nível do rio Betim e de córregos da cidade, causando inundações

Publicado em 09 de janeiro de 2022 | 14:55

 
 
normal

As regiões Norte e Alterosas, em Betim, podem se tornar, nas próximas horas, os locais mais afetados pelas chuvas deste fim de semana. Isso porque a capacidade de armazenamento do reservatório de Várzea das Flores - como é conhecido pela população - já atingiu o seu limite e o reservatório está “vertendo”, ou seja, colocando o excedente para fora. Com isso, os bairros que ficam abaixo da represa poderão ser afetados de forma mais drástica.

A calha do Riacho das Areias e o Rio Betim não estão suportando o volume de água, e novos transbordamentos devem acontecer nas próximas horas. As autoridades municipais orientam os moradores a não saírem de casa, a não ser, em caso de emergência.

Em uma live, realizada na noite de sábado (8), o prefeito Vittorio Medioli anunciou que somente o comércio essencial deve funcionar na segunda (10) e na terça (11). Outra frente montada pelo governo municipal  já estuda forma de a Copasa arcar com os prejuízos que o excedente da água da representa está causando.

Ao todo, segundo informa a Superintendência de Defesa Civil, 244 ocorrências foram registradas até o meio-dia, e a tendência é que esse número aumente, principalmente por causa do escoamento da água da represa da Copasa, como aconteceu durante a manhã em frente ao Hospital Regional.

“O que estamos vendo é uma situação absurda de falta de ação da Copasa. Nossas vias estão sendo alagadas, como a avenida Cordiline, por causa da situação na represa Vargem das Flores. Estamos tentando ao máximo evitar perdas humanas. Isso não pode continuar”, disse o secretário municipal de governo, Guilherme Carvalho.

Barcos estão sendo utilizados pela força-tarefa de atendimento convocada pela Prefeitura de Betim para resgatar moradores em áreas de alagamento na avenida Cordeline. Até o momento, 68 famílias que tiveram as casas inundadas. Ainda de acordo com o município, essas famílias estão recebendo apoio para a retirada de móveis e outros pertences e estão sendo encaminhadas para abrigos ou casas de parentes. O muncípio também está abrindo escolas para receber quem precisa. 

 

Em nota, a Copasa respondeu que "na manhã deste domingo (9), foram fechadas todas as descargas de água da barragem, visando minimizar o volume para o rio Betim". "A Companhia esclarece que o vertimento é um processo natural, previsto na operação da represa, visando garantir a segurança da estrutura, sem riscos de rompimento. A barragem foi construída para liberar a vazão excedente de água durante o período chuvoso. A Copasa ressalta que os níveis de água da represa têm sido monitorados, diariamente, pela equipe da empresa, com compartilhamento de informações com a Defesa Civil e gestores do município", diz a nota.

Saiba a diferença 
Criada em 26 de junho de 2006, por meio da Lei Estadual 16.197, a Área de Proteção Ambiental de Vargem das Flores (APA) é uma unidade de conservação de uso sustentável de 12.263 hectares, localizada nos municípios de Betim e Contagem, e constituída pela bacia hidrográfica Vargem das Flores.

Apesar do nome oficial, em Betim, a região passou a ser denominada pela população betinense como Várzea das Flores, o que, inclusive, inspirou a nomenclatura de dois bairros em Betim: Alto das Flores e Vila das Flores.