Casais unidos até para empreender em Betim | O TEMPO Betim
 
Ano novo, negócio novo

Casais unidos até para empreender em Betim

Betinenses brindaram a chegada de 2023 com o próprio negócio; sonho de ‘chegar lá’ move os jovens empresários

Publicado em 22 de janeiro de 2023 | 08:00

 
 
Lauanny faz todo tipo de trança, em qualquer cabelo Lauanny faz todo tipo de trança, em qualquer cabelo Foto: Ronaldo Silveira
normal

O que os casais Lauanny e Ueverton e Leandro e Karine têm em comum? Começaram o ano colocando em prática os planos de empreender. A trancista Lauanny, apesar de ter só 21 anos, já fez de tudo um pouco, tendo atuado como professora, social media e designer, mas, recentemente, encantou-se pelas tranças e decidiu viver disso. Criou um ateliê no Arquipélago Verde e faz todo tipo de trança, em qualquer tipo de cabelo. “As mulheres se sentem lindas com a trança. Ocorre meio que um encantamento. Além disso, é um trabalho que não muda a estrutura do cabelo, não prejudica o fio”, ressalta ela, que também faz atendimento domiciliar. 

O marido dela, o serralheiro e artesão Ueverton Jaime, de 28 anos, também tem o espírito empreendedor. Há pouco menos de dez meses, saiu da serralheria em que trabalhava e abriu o próprio negócio com um sócio. Ele é qualificado em tecnologia da soldagem, mas ama trabalhar moldando o aço. “Comecei em uma garagem nos fundos da casa do meu pai. Precisei abrir mão de muita coisa. Agora, há quase dez meses, estamos com uma serralheria própria, no Duque de Caxias. Os desafios são enormes, mas é para chegar a lugares que eu nunca imaginei chegar”, diz.

Já o casal Leandro Vieira de Andrade, de 40 anos, e Karine Helen Antunes, de 37, inaugurou 2023 empreendendo literalmente junto. Eles atuam no ramo do entretenimento infantil há 11 anos, locando brinquedos pra eventos, mas, neste mês, abriram um espaço kids próprio no Niterói. “Era uma vontade antiga nossa, mas precisamos adiar por causa da pandemia. Continuamos com a locação, mas, em nosso espaço, pensamos em algo que pudesse receber os pais também. Assim, junto à área dos brinquedos, disponibilizamos um bar, onde eles podem beliscar algo e se distrair enquanto esperam os filhos”, conta Leandro.