Ruas do Angola têm mudanças no sentido de circulação | O TEMPO Betim
 
Bairro de Betim

Ruas do Angola têm mudanças no sentido de circulação

Motoristas devem ficar atentos às alterações; sinalizações vertical e horizontal foram atualizadas

Publicado em 06 de setembro de 2023 | 20:45

 
 
Mudanças visam melhorar o fluxo de veículos e evitar infrações de trânsito, segundo a prefeitura Mudanças visam melhorar o fluxo de veículos e evitar infrações de trânsito, segundo a prefeitura Foto: Prefeitura de Betim/Divulgação
normal

Atenção, motoristas! Quatro vias do bairro Angola, em Betim, na região metropolitana de Belo Horizonte, passaram por mudanças de sentido e sinalização. As alterações, feitas pela pela Empresa de Construções, Obras, Serviços, Projetos, Transportes e Trânsito (Ecos), visam melhorar o fluxo de veículos e evitar infrações de trânsito, segundo a prefeitura.

Na rua Teodomira Odete da Silva, no cruzamento com a rua José Augusto Borges, agora fica permitido seguir direto para a Rua do Rosário. Antes da mudança, era permitido convergir somente à direita nesse cruzamento. O local foi sinalizado com indicações horizontais e novas placas de advertência e regulamentação para orientar os motoristas. 

Outra via que passou por mudanças foi a rua José Santana Trigueiro - entre a Rua do Rosário e a rua Raul Saraiva Ribeiro -, que passa agora a ser mão única no sentido Rua do Rosário, com estacionamento dos dois lados.

Já a rua Conceição Rosa Lima, atrás da Biblioteca Pública Municipal Leonor de Aguiar Batista, também começou a ter sentido único entre a Rua do Rosário em direção à rua Redelvim Andrade. 

No entorno da praça Nossa Senhora do Rosário, a rua Sebastião Alves do Vale passa a ser mão única para quem sobe a praça. Após a Igrejinha do Rosário, volta a ser permitido o tráfego nos dois sentidos da via.

“A Ecos segue promovendo melhorias no trânsito no bairro Angola. Essa é uma reivindicação que vínhamos recebendo e, após estudos realizados nesses locais, conseguimos viabilizar as mudanças, facilitando a circulação pelo bairro e evitando aumento de percurso para quem deseja acessar o bairro Ingá”, pontua o diretor-executivo de Transportes e Trânsito da Ecos, Reuel Ribeiro.